2008-12-13

FRANCISCO COELHO: ENVIEM-NO PARA A MADEIRA!!



Francisco Coelho, ex-líder parlamentar da bancada socialista e recém-empossado presidente do parlamento açoriano, estreou-se no cargo adoptando um estilo laranja madeirense...

E que fez ele para merecer tal insulto da minha parte? Ora bem...e não é que se lembrou de declarar como aprovado o programa do governo regional, SEM QUE O PARLAMENTO APROVASSE A PROPOSTA??! Uma aprovação formal à priori... Ora aí está uma novidade (anti)democrática fantástica!

A justificação que dá para tamanha afronta ao bom senso baseia-se no facto de não ter sido apresentada nenhuma moção de aprovação ou de rejeição até ao encerramento do debate. É verdade que tal está previsto no regimento da assembleia mas se esse senhor tivesse um palmo de testa veria que tal formalismo não deve ser seguido à letra. Só encontro explicação no facto de ser notório que Francisco Coelho tem pressa em mostrar serviço, nomeadamente no inteiramento pormenorizado do regimento, mas definitivamente não é com preciosismos idiotas como este que vai lá...
Se o programa do governo não vai a votos, O DEBATE SERVE PARA QUÊ??!

Entretanto, Francisco Coelho recuou, contornando a referida norma do regimento e possibilitando assim a apresentação de moções de recusa, o que permitiu a votação do programa de governo. Menos mal. É preferível este malabarismo do que um atropelo à democracia. Mas o malabarismo poderia ter sido evitado se anteriormente tivesse usado simples bom senso...

Quero crer que este episódio não foi de má fé... Quero crer que o PS/Açores não está a ficar com tiques jardinistas.... Quero crer que Francisco Coelho não encontrou em Miguel Mendonça uma musa inspiradora... Quero crer... Mas não está fácil crer...

P.S.: O bobina e desbobina sabe (desculpem o chavão jornalístico), que o discurso de elogio ao clima de respeito e abertura democráticos açorianos, por parte do mesmo Francisco Coelho, teve por alvo subjacente a Madeira, funcionando como farpa indirecta ao modo de actuar do executivo madeirense... Ora meus senhores, se desprezam e lamentam o regime político da madeira laranja, não os imitem (!!), ainda que apenas com pequenos fait-divers. É que se fait-divers como este se multiplicarem, embora corrigidos prontamente, paulatinamente estaremos a trilhar os mesmos caminhos vergonhosos...
O povo está de olho em vocês... E acho que sabem perfeitamente que ao contrário da maioria dos madeirenses, os açorianos são sensíveis aos tiques do estilo jardinista...

2 comentários:

BaBy_BoY_sWiM disse...

Dá para ver que são sensíveis que elegeram o PS com maioria! Que irão fazer agora? Uma revolução?

il _messaggero disse...

Concordo com a generalidade do post.

No entanto [e esta é uma discussão antiga], creio que sobrestimas um pouco a capacidade dos açorianos em detectar tais tiques.

Relembro que em regiões pequenas, onde o estado [neste caso o GR] é o principal empregador, atendendo às circunstâncias espaciais de tais regiões, há certos comportamentos que não se explicam.

Por outro lado, a esmagadora maioria das pessoas, tende a ter uma visão a curto-prazo. Assim desde que haja obra feita, as pessoas consentem fechar os olhos a certos desvairos...que depois lentamente podem redundar em situções bem mais graves!