2007-11-25

Questão Coimbrã (versão Jerry Springer)

...na década de 60 do século XIX Antero de Quental, então um jovem licenciado em direito já com uma grande consciência social, envolveu-se em duras polémicas literárias contra o seu antigo professor António Feliciano de Castilho, criticando a futilidade e a inocuidade dos seus poemas e de toda a estrutura literária em seu redor. Castilho respondeu indicando que Antero e outros eram uns exibicionistas e tratavam de temas nada relacionados com a poesia...

Antero responde numa Carta com o título "Bom senso e bom gosto" onde acusa Castilho de não se ligar à realidade, defendendo a independência dos jovens escritores e a sua missão social face ao estilo institucional, fútil e insignificante de Castilho. Teófilo Braga acompanha-o e insinua que Castilho apenas tinha aquela reputação por que era cego. Mais tarde antero reforça esta linha e insurge-se contra os cabelos brancos de Castilho.
Ramalho Ortigão assume a defesa de Castilho e defronta Antero num duelo em 1866...


Depois de ver isto [ler post abaixo ou clicar aqui] , não será este bate boca entre Vasco Pulido Valente e Miguel de Sousa Tavares, uma versão moderna (e já agora bacoca) da Questão Coimbrã?
Já agora haverá duelo de espadas também?

3 comentários:

black disse...

clap clap.. estás a conquistar o mundo, mensageiro! ;) compras-me o jornal para guardar de recordação? o publico nao chega aqui..:p parabéns! ;)

stanica disse...

Parabéns ao "desbobina" e em especial ao il_messaggero!!! Vou já comprar o jornal. ;)
O post está, de facto, muito bem conseguido. Adorei a analogia!
Parabéns once again!!!

il _messaggero disse...

Muito obrigado em nome de toda a equipa (sempre quis dizer isto)...

Os agradecimentos seguem dentro de momentos ;)

A gerência
(assinatura ilegível)