2007-11-20

Assim somos nós lá fora..

As épocas dos vários desportos motorizados já acabaram ou estão a acabar, o que me levou a reflectir sobre os resultados obtidos em 2007 e chego à conclusão que não somos só um país de grandes futebolistas mas tambem de pilotos de grande qualidade em carreiras internacionais. Ora vejamos os resultados mais relevantes:


Pedro Petiz

- 1º lugar no Campeonato Megane Trophy - World Series By Renault



Alvaro Parente

- 1º lugar no campeonato World Series by Renault

O mais impressionante foi que foi um resultado obtido numa equipa mediana e sem patrocinios nenhuns. Apenas com o apoio que a equipa pode oferecer ao reparar num grande piloto sem patrocinios para poder competir. De destacar a grande vitória no GP do Mónaco exactamente no mesmo fim de semana que o F1.



Filipe Albuquerque

- Ainda nas WSbyRenault mas na equipa oficial RedBull, foi o melhor rookie do ano terminando a época no 4º lugar.

De destacar as várias demonstrações e testes que fez em acções promocionais da marca do touro vermelho ao volante de um F1.



Pedro Lamy

- Campeão Mundial LeMans Series (em equipa com S. Sarrazin).

Por incrivel que pareça é o unico piloto que não tem de ter os seu patrocinador e andar armado em relações publicas para conseguir uma equipa - ou seja, é o unico que é pago para pilotar.
Aos 35 anos de idade continua a correr unicamente para as vitórias, mais nada lhe interessa e continua a ser dos pilotos mais seguros e com melhor palmarés a nível Mundial.
De destacar o 2º lugar nas 24h LeMans no ano de estreia do carro.



Miguel Oliveira

- Campeão Espanhol Pré-125cc

Com apenas 12 anos, o pequeno Miguel continua o seu caminho bem defenido para o MotoGP.
O campeonato espanhol é o campeonato mais competitivo a nível mundial e é aquele que melhor pode prepara-lo para uma carreira futura, correndo em grelhas com mais de 40 pilotos nas mesmas pistas (e várias vezes no mesmo fim de semana) que as corridas de MotoGP.
O plano é manter o título em 2008 e em 2009 fazer o campeonato Mundial 125cc.
Lembro-me que, durante o MotoGP no Estoril em 2006, conseguiu a Pole Position na na volta seguinte a uma queda.



Ivo Lopes

- Campeão MiniGP Open 70cc + Madrileno 70cc

Este é outro pequeno campeão tambem com apenas 11 anos a correr tambem em campeonatos de "nuestros hermanos" e saíu vitorioso nos dois.
Já tive a oportunidade de organizar uma corrida Open de Minimotos em que este jovem piloto ganhou pilotando uma replica.



Armindo Araujo

Infelizmente não conseguiu mostrar em resultados o valor que mostrou na estrada.
Desde o inicio do campeonato mostrou estar à altura dos melhores e sempre lutou pelas vitórias, mas como ja foi falado cá no desbobina, os resultados teimaram em não aparecer pelos mais variados motivos.
De destacar a prestação no Rally da Irlanda em que, na primeira etapa terminou em 2º lugar depois de ver ser-lhe atribuído o pior tempo dos carros que terminaram a etapa devido a um campotanço que bloqueou a maior parte dos participantes. Depois, na segunda etapa recuperou 55seg de atraso acabando em 1º lugar dos PWRC. A saída inglória foi na 3ª etapa a duas classificativas do fim: começou o dia perdendo 19seg para o 1º classificado, recuperou passando a liderar na segunda especial do dia e terminando numa saída de estrada que bloqueou o carro. Acontece...



Tiago Monteiro

- Terminou a época de WTCC num 11º lugar, depois de começar a época com algumas provas de atraso.

Nunca teve grandes argumentos para lutar pelas vitorias (excepto algumas situações muito pontuais), mas a verdade é que por várias vezes foi o piloto mais rapido dos Seats em pista, que são claramente inferiores à grande parte da concorrencia.



Pedro Couceiro/Couceiro Gião

- Campeões Espanhois GT

Decidiram realizar este projecto para celebrar os 25anos de carreira (...acho eu..) e correu da melhor forma. Numa luta pelo titulo até à ultima corrida, conseguiram levar o Ferrari 430 à vitoria.
Por acaso tive uma excelente oportunidade de assistir à corrida deste campeonato no Estoril com bilhetes VIP na mesma bancada em que se encontrava Pedro Lamy e Filipe Scolari e ainda almoçar na companhia dos pilotos e entrada livre nas boxes.



Rui Gonçalves

- Piloto Oficial KTM 2008

Sinceramente não acompanhei o campeonato de Motocross MX2, mas as coisas devem ter corrido bem pois aos 22 anos o piloto de Vidalgo é integrado na equipa Red Bull KTM Factory Team, dirigido por Stefan Everts - o Deus do Motocross, 10 vezes campeão do Mundo MX1.
De destacar o podium obtido no GP da Belgica. Foi o primeiro de um Português no Motocross Mundial.



Carlos Sousa

Aos comandos de um VW Touareg semi-oficial, este Grande piloto de TT espera realizar a sua melhor prestação no Dakar. Nos ultimos anos tem andado a lutar pelos cimeiros mas o Dakar é muito longo para ficar decidido penas pelo talento do piloto, embora esta seja uma prova em que se encontram os melhores do Mundo na disciplina.



Já agora, por falar em Dakar, este ano estão inscritas 34 equipas nacionais no Rali mais duro do Mundo em que se esperam grandes resultados de Ruben Faria em motos e Carlos Sousa nos automoveis.


Depois disto tudo, a minha opinião é que temos excelentes condições para evoluír ainda mais. Fazer Portugal seguir o exemplo de Italia, Espanha, França ou UK.. Temos pilotos que conseguem mostrar resultados de modo a que o seu impacto seja suficiente para justificar um patrocinio, e quem sabe, introduzir novas empresas nacionais em mercados internacionais.. Há as possibilidades mas o investimento nos nossos pilotos e nos eventos é demasidado reduzido embora esteja já provado que vale a pena.
A exemplo, temos a prova de WTCC que foi realizada no Porto ou IRC cá na Madeira, ambas valeram milhoes....
Em 2008 há mais..

5 comentários:

leitor devidamente identificado disse...

Excelente post!

Parabéns!

Jay disse...

Em relação ao Miguel Oliveira, fui confirmar a informação e fiquei surpreendido quando vi que afinal muitas das corridas que participou eram compostas com grelhas de aproximadamente 70 pilotos !!

josé manuel disse...

Também me parecia.

il _messaggero disse...

bom post jay...

...fazes aqui uma descrição exaustiva do panorama motorizado em termos de representação tuga, algo que não acontece com o futebol, desporto de eleição da imensa maioria dos nossos desbobinadores...

Vejo que hjá tens "conections" com um futuro campeão Ivo Lopes..eheh...

De todos destaco o Álvaro Parente - por ser sem patrocínios; e o puto Miguel Oliveira - pela idade e pal extrema competitividade do campeonato onde está inserido...
Menção especial para o Lamy e a sua vitória em ano de estreia do carro - para o ano o objectivo será de certeza ganhar Le Mans; e destaco o azar do Armindo Araújo que apresentou muitos bons resultados, vencendo inclusivé uma Especial do mundial com um carro de produção...

O problema é a pequenez do país, não havendo muito tecido empresarial que suporte tantos pilotos a nível de patrocínios...às tantas será necessário passar a patamar mais elevado para ter a visibilidade, mas o paradoxo é que para se poder triunfar nesse mesmo patamar, são necessários os tais apoios...

Jay disse...

Pois, compreendo perfeitamente o porquê de falta de apoio de algumas empresas que apenas pretendem atingir o publico nacional, mas tambem ha muitas outras que não compreendem o investimento que seria possivel.

P.S. - Até tinha esquecido a excelente especial que Armindo fez vencendo à geral.

P.S.2 - Aguardo a análise dos português em carreiras internacionais no mundo futebolistico.