2006-10-09

Artigos & Urtigas

Por estas alturas, quando o Governo da República prepara-se para reduzir as verbas a transferir para a R. A. Madeira (cerca de 40 milhões de euros nas transferências orçamentais), vejo o Sr. Primeiro-Ministro a ser recebido, aquando da vinda deste à Madeira, numa enorme festa/comício preparada pelo PS-M junto do hall do hotel em que o Eng.º José Sócrates se instalou. Como é que é possível ver o líder do PS-Madeira aplaudir efusivamente o Primeiro-Ministro? Não é suposto que um líder regional de um partido defenda os interesses da Madeira e dos Madeirenses? Não é suposto que este defenda os seus concidadãos? Gostava de ouvir o que pensa o Sr. Jacinto Serrão sobre este dinheiro que o Eng.º José Sócrates decidiu tirar à Madeira.

4 comentários:

JFFR disse...

Ai o "Sr Sócrates" decidiu "tirar dinheiro à Madeira"? Não, meu caro, o dinheiro não é da Madeira, o dinheiro é de todos os pagadores de impostos, aqui do continente.
Há gente que gosta muito de falar de coisas nobres e necessárias como a justiça redistributiva, mas depois quando lhes toca, está quieto. O exemplo do Jardim, que gasta o dinheiro dos outos e ainda lhes cospe para cima, é já quase um caso clínico.

luisagouveia disse...

Tipico argumento do dinheiro dos contibuintes do continente...já tá gasto

Nós também pagamos as asneiradas ou coisas boas que são feitas no continente....
Até parece que somos Portugueses de 2ª linha.
Já agora, a Madeira não pode ser tratada como mais um distrito. Deve ser tratada sim pela sua condição: Região Autónoma.

Tiago Goes Ferreira disse...

Guerra! A solução é esta! Mas uma pequenina guerra, para não fazer muita moça. Podia ser com balões de água, e nós até temos muita água. Vejam o Bush... Quem é que sabe? Ah pois é... Guerra, toca a declarar guerra.

Mov.Madeira.Independente disse...

e era guerra mesmo!!!