2006-08-22

A triste história d'O Piloto de Jardim...

Soube da existência de um prémio concedido por um grupo de cientistas americanos, que visa galardoar a pessoa que tenha encontrado a morte num acidente particularmente...estúpido.
O Prémio Darwin, visa recompensar um contributo excepcional para a selecção natural pelo auto-sacrifício...De facto, ao desaparecer sem se reproduzir, o laureado está a contribuir para melhorar o património genético da humanidade...
Larry Walters, galardoado com o prémio em 97, sobreviveu à sua façanha, que teve lugar em 82 e que consistiu em elevar-se mais de 3000 metros, numa cadeira de jardim atada a 45 balões insufláveis cheios de hélio. Segundo o The Daily Telegraph, levantou voo, levando seis latas de cerveja e uma espingarda de ar comprimido. Pensava descer lentamente rebentando pouco a pouco os balões...
Não preveu o facto de estar a 3600 metros de altitude no espaço de pouco segundos, tendo renunciado usar a sua espingarda por receio de que o truque não surtisse o efeito desejado...
Durante 14h, voou à deriva sobre L.A., ficando rapidamente enregelado, sendo socorrido por um helicóptero que lhe lançou um corda, quendo Larry se dirigia para o corredor de aproximação do aeroporto internacional daquela cidade...
De regresso a terra foi multado com um multa de 2600 doláres sob acusação de imprudência...
A mãe no momento da morte do seu filho, comentou que este, aspirante a piloto da Força Áerea, queria ser relembrado como: "...o piloto de jardim".

A direcção (?!?) deste blog presta a sua homenagem a este grande homem...Muito teve ele que bobinar para conseguir esse feito...

fonte: Courrier Internacional

3 comentários:

Nick Belane disse...

parece-me que alguém anda a ler o courrier international...

Nick Belane disse...

parece-me que alguém anda a ler o courrier international...

Dário disse...

Parece que já temos substituto para a águia Vitória no estádio da luz...